Aprenda como lidar com pessoas difíceis

Todos nós sabemos que a arte de liderar pessoas não é algo tão simples e que muitas vezes demanda tempo e muita paciência.

Uma questão mais complexa ainda e que muitos acham até ser impossível, é como liderar pessoas difíceis. Se você acha que isso não dá pra você, que não vê meios de como conseguir fazer isso, e em muitas vezes já até pensou em desistir.

Pare por aí! Neste artigo, iremos apresentar com exemplos práticos do dia a dia a como você lidar e liderar pessoas difíceis que nem com oração estão dando jeito.

Brincadeiras à parte, foca aqui com a gente que seus problemas irão acabar!

Exemplos práticos e abordagens para lidar e liderar pessoas difíceis

Primeiramente você precisa ter em mente algo que é essencial: Ninguém é igual. Seus funcionários também não serão iguais, cada um com sua personalidade, habilidade e perfis completamente diferentes.

Entenda que essas diferenças são o que há de mais rico dentro do meio corporativo. Pois, de certa forma nós iremos aprender com elas.

O problema é quando essas diferenças/ comportamentos acabam impactando de forma negativa toda a imagem de uma equipe e até mesmo chegue a atingir a empresa como um todo.

Nesse caso, mostraremos aqui alguns passos que devem ser seguidos para que você utilize quando algumas situações com pessoas difíceis ocorrerem.

Como por exemplo, aqueles profissionais que não chegam no horário, são muito inflexíveis em suas idéias, não são sociáveis, gostam de bater boca e sempre são contra as decisões entre e o gestor e a equipe.

Há ainda aqueles que fazem fofocas e tentam “queimar” o colega de trabalho. Entretanto, antes você abordar estes funcionários com perfis difíceis saiba que você precisa conhecer a si mesmo.

O autoconhecimento nos permite enxergar as coisas como elas realmente são e com mais clareza. E entender que somos espelhos. Conheça a si mesmo e a sua equipe.

Após este passo, aborde o funcionário de forma que você consiga mostrar pra ele o quanto essas atitudes podem prejudicá-lo e prejudicar terceiros.

Os feedbacks são muito importantes.

Dessa forma ele ficará ciente de que precisa melhorar.

Se, depois de ter conversado ele não mudar você precisará ser mais firme e poderá realizar uma capacitação ou reciclagem em que fique claro os valores da empresa. Observe as próximas atitudes dele. Ocorrendo novamente, é hora de realocá-lo.

Na nova conversa, informe-o que ele será realocado para outro setor. Ainda apresentando problemas e estes persistirem em continuar, você precisará tomar uma decisão mais delicada: Desligamento.

Nesse momento você deve colocar em pauta tudo que está em jogo: Você, a equipe e a empresa. Todos nesse caso estão sendo prejudicados.

Como lidar com pessoas difíceis 

Outro passo super importante, seja na empresa em que você trabalha ou no seu próprio negócio. É que você precisará desenvolver a sua inteligência emocional.

Para que além de você saber gerenciar pessoas, você saiba lidar com elas e com seus múltiplos perfis. Compreender as diferenças é primordial.

Saiba que rotular as pessoas pelo seu perfil também não é algo legal, então toda vez que você estiver de frente com aquele profissional/ pessoa que você sabe que não é fácil de lidar.

Tente não pensar coisas negativas sobre ele. Leve as coisas de uma forma mais leve.Dessa forma, você irá se desgastar bem menos. Pois, quando você rotula, seu cérebro absorve aquele rótulo e leva para o consciente tornando-o real.

Não coloque sua atenção na limitação da pessoa. Portanto, tenha em mente que você precisa ter um olhar clinico e identificar os motivos que levam à pessoa a ter certas condutas.

Dessa forma, você poderá tornar as coisas mais praticáveis! É importante salientar que é preciso ter a compreensão de que essas pessoas querem ser ouvidas.

De forma que em algumas vezes será necessário o crédito a elas. Muitas vezes, suas atitudes mais hostis são uma forma de chamar a atenção.

Mostre que você está disposto a ouvir. Mas claro, mostrando seu ponto de vista e explicando que ela precisar mudar em alguns quesitos para o bem de todos.

Não tenha dúvidas de que seguindo esses simples passos você vai conseguir mudar este cenário e saber como liderar pessoas difíceis. Tornando o convívio melhor e mais empático de ambos os lados.

Faça sempre o seu papel como gestor e forneça sempre segurança a sua equipe. Mostre que está ao lado deles sempre!

Conclusão

Em resumo, colocamos aqui algumas formas de como liderar pessoas difíceis. A fim de que você possa colocá-las em prática e que de certa forma irão te ajudar muito no dia a dia.

Visto que, nada como a prática para se obter a perfeição. Saiba que nem todos são iguais e que as diferenças são a verdadeira riqueza.

Portanto, se algo realmente está impactando de forma negativa não se esqueça deles: Feedbacks!

Compreenda que todos merecem uma chance, logo utilize esse caminho: conversar, capacitar, realocar, e em último caso, desligue o funcionário. Tudo deve ser pensando em conjunto: Você, o funcionário em questão, a equipe e a empresa. Coloque tudo em pauta!

Dê relevância a conhecer a si mesmo, pois isto será benéfico para você e como a sua equipe te vê. E conheça a sua equipe também. Entenda que ter inteligência emocional nesses momentos é uma chave para que você contorne e gerencie com sabedoria as situações e as pessoas.

Saiba que muitas dessas pessoas querem apenas ser ouvidas, e infelizmente elas possuem uma forma de chamar a atenção não muito legal. Trabalhe isto nelas e mostre que de fato você quer ouvi-las;

Tenha sempre firmeza em seus pontos de vista e fale sempre com clareza. Dessa forma você evitará rumores.

Não rotules as pessoas difíceis que aparecerem em seu caminho, visto que dessa forma seu cérebro capta e torna isso real na sua vida. Atente ao os motivos que estão levando ao problema.

Mas não foque só na limitação da pessoa. Siga esses passos e veja os resultados!

Gostou do artigo? Compartilhe com seus amigos!

    Deixe seu comentário

    Seu e-mail não será publicado.*